Centro de Ciências Exatas e da Terra

Qualificação de Mestrado – Viviane Alfaia

Qualificação de Mestrado – Viviane Alfaia

No dia 28/09/2021 (terça-feira) às 09:00, ocorrerá a qualificação de mestrado de Viviane Martins de Alfaia, com o título: “TIPOLOGIA DA VULNERABILDADE ÁS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS: UMA ANÁLISE DAS CONDIÇÕES SOCIAIS E DOS ÍNDICES DE CONFORTO TÉRMICO”.

Você poderá acompanhar esse evento ao vivo por meio do nosso canal no Youtube, é só acessar pelo painel abaixo e se desejar já definir lembrete:

PALAVRAS-CHAVES:
Doenças Respiratórias; Conforto térmico; Nordeste e Sudeste.

RESUMO:
A doença respiratória é uma patologia de ampla notificação de hospitalização no Brasil, sendo uma importante causa de adoecimento e morte, principalmente, entre as crianças e a população mais idosa. Há um consenso na literatura que comprovam que as doenças respiratórias se mostram muito sensíveis à variabilidade da temperatura do ar consequentemente de índices de conforto térmico, levando em consideração a variedade de fatores de risco individuais, ambientais e alterações nos elementos meteorológicos. As doenças respiratórias são as mais recorrentes com relação às trocas de temperatura que, quando um pouco mais alta, impacta mais diretamente o padrão respiratório. Inspirar um ar mais quente do que o desejado gera padrões inflamatórios no corpo, aumentando um pouco o volume de secreção dos brônquios e canalículos do pulmão. E isso nos deixa mais predispostos à ação dos vírus e bactérias. O presente trabalho objetivo analisar o padrão espacial dos casos notificados de doenças respiratórias em municípios das regiões Nordeste e Sudeste do Brasil. Ademais, pretende-se traçar uma tipologia da vulnerabilidade as doenças respiratórias, utilizando-se da ferramenta do Grade of Membership (GoM). Serão considerados no estudo as taxas de incidência das taxas de notificações das doenças respiratórias, os índices de conforto térmico, os indicadores de extremos climáticos, variáveis sociodemográficas e das condições de infraestrutura em saúde, para compor essa tipologia. Serão usadas várias fontes de informações: 1) Xavier et al. (2015) para os dados meteorológicos; 2) Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), 3) Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS), 4) Cadastro Nacional de Estabelecimentos em Saúde (CNES), 5) cobertura do Estratégia de Saúde da Família (ESF); 6) Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e 7) Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (PNUD) para informações sociodemográficos. O trabalho terá o intuito de fazer o estudo do comportamento de doenças respiratórias em relação as variáveis climáticas, indicadores de extremos climáticos, levando em consideração fatores sociodemográficos e do conforto térmico nos municípios do nordeste e sudeste, o estudo será útil para a vigilância em saúde em relação a ocorrência de doenças respiratórias.

MEMBROS DA BANCA:
Presidente – 1346630 – LARA DE MELO BARBOSA ANDRADE
Interna – 049.212.764-63 – DANIELE TÔRRES RODRIGUES – UFPI
Externa à Instituição – ANA CARLA DOS SANTOS GOMES – UFOPA
Externa à Instituição – KENYA VALERIA MICAELA DE SOUZA NORONHA – UFMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *